Twitter

Total de visualizações de página

sábado, 24 de maio de 2014

Menino de 11 anos salva seu avô com técnicas que aprendeu no GTA



O garoto não tinha nenhuma experiência de direção e conseguiu guiar o carro devido a experiência no jogo Grand Theft Auto

Normalmente as pessoas dizem que os games não são capazes de ensinar nada a crianças e adolescentes, que só alienam e tiram o tempo de estudo ou de outras brincadeiras saudáveis. Para todas essas pessoas Charley Cullen é a prova de que vocês estão errados.

Charley é um garoto irlândes de 11 anos, estava voltando de sua aula de teatro com seu avô de 79 anos. Em algum momento o senhor passou mal e desmaiou com o pé no acelerador do carro. Nesse momento o carro atingiu a marca de 117 km por hora. Então, lembrando das partidas de Grand Theft Auto, o garoto resolveu guiar o veículo.

“A única forma de experiência que tive [em direção] foi em GTA. Minha maior preocupação não era com o carro, mas sim em reanimar o meu avô. Pensei ser uma brincadeira de 1º de abril [data do incidente], mas percebi que não era quando a cabeça dele caiu sobre o volante e as mãos ficaram frouxas. Tive um pouco de adrenalina correndo pelo meu corpo quando tomei a direção [do carro]”, explicou o garoto a um programa da rádio RTE Radio One.

Charley é o garoto de verde, seu avô o de azul

E como aconteceu? Charley tomou a direção na tentativa de salvar seu avô, e os guiou para um local mais seguro, porém cruzando uma estrada. A sorte dos dois é que nenhum carro passava pelo local no momento da manobra.

O garoto guiou o carro na direção dos portões de Slane Castle, onde o veículo bateu e virou. Ambos se machucaram (o garoto se feriu mais gravemente, pois fraturou o crânio), mas conseguiram sair do carro e voltar para casa andando (eles moram a alguns metros do local).

O avô diz não saber o que causou o desmaio, mas agradece por ninguém ter se machucado – e principalmente por seu neto ter salvo sua vida. E o ato não vai passar batido, pois toda a família ganhou ingressos para assistir a uma partida de futebol que acontecerá na Inglaterra em junho.

E com essa história nós podemos aprender que muitas vezes os games não criam apenas crianças violentas, e sim ensinam algo para elas.